G1

 


Áfricas – Agência de Notícias

Guarulhos se prepara para a Conferência Nacional de Promoção da Igualdade Racial

Com a presença do vice-prefeito e Secretário de Educação, Cultura, Esportes e Lazer, Alexandre Zeitune, representantes de movimentos sociais, comunidades tradicionais e autoridades dos poderes  Legislativo e Executivo foi realizada nesta quarta-feira, (22),  a Pré-Conferência de Igualdade Racial “Pela Eliminação de Todas as Formas de Discriminação Racial”.

O evento,  que ocorreu no Teatro Adamastor, atraiu um público de 200 pessoas e significa que a cidade de Guarulhos marcará presença na 4ª Conferência Nacional de Promoção da Igualdade Racial, em Brasília (DF), de 5 a 7 de novembro.

O Coordenador Municipal de Igualdade Racial, Anderson Guimarães, falou da importância do encontro, como uma mobilização para o evento nacional. “A Pré-Conferência irá captar informações da sociedade civil e dos participantes, além de tirar pautas para a Conferência Regional e propostas de políticas públicas,  que serão discutidas no Conselho Municipal da Promoção da Igualdade Racial e apresentadas posteriormente na Conferência Regional”, disse.

O secretário Zeitune, disse que “a maior cidade,  não capital do país, Guarulhos, tem desafios de promover a igualdade racial com àquela população q-ue temos uma dívida histórica. Por isso, o debate hoje deve ser amplo e eficiente. Temos que executar políticas públicas que cheguem nos bairros e nas ruas e, para isso, temos que nos transformar num Estado mobilizador com plataforma colaborativa, onde todos participem de verdade. E esta plataforma colaborativa está em construção. Vamos para o debate para a construção da igualdade, afirmou o vice-prefeito.

O coordenador de Igualdade Racial explicou que quando falamos em raça não falamos em cor e que o conceito de raça veio no século XV, quando europeus passaram a dominar o mundo.Ele disse ainda que a Coordenadoria é voltada a promoção da igualdade entre as raças, aos povos tradicionais (indígenas, ciganos e povos de terreiros) e imigrantes. “A proposta é de que juntos podemos mais. Isto é andar em bloco, envolvendo todos os setores, usando todos os espaços para melhorar a vida dos que mais precisam. O segredo de se fazer política pública é pensar em política afirmativa, pensar nas questões jurídicas, em projetos e leis”, finalizou Anderson.

Já a presidente do Conselho de Promoção e Igualdade Racial, Mabel Assis, lembrou, que a Pré-Conferência realizada nesta quarta-feira, dia 22, também é uma forma de lembrar o 21 de março de 1960, data do massacre de jovens em Sharpeville (África do Sul) – um dia de luta. A data entrou para o calendário como Dia Internacional de Luta Contra a Discriminação Racial.

O evento contou ainda,  com uma palestra do Técnico de Planejamento e Pesquisa da Coordenação de Gênero e Raça da Diretoria de Estudos e Políticas Sociais, do Instituto de Pesquisas Econômicas e Aplicadas (IPEA), Antônio Teixeira Lima Júnior, que tratou da questão racial e as políticas de promoção de igualdade racial de experiências brasileiras.

Fotos: Sidnei Barros / PMG


Folha Metropolitana

Folha Metropolitana 24-03-2017 CapaFolha Metropolitana 24-03-2017 Página 4

http://folhametro.com.br/wp-content/uploads/2017/03/folhametro-24-03-2017.pdf

Folha de S. Paulo

Maestro une música clássica e rock em apresentação ao ar livre

Com os movimentos da mão direita, que apontavam aos músicos o compasso e a velocidade de execução da obra, e também os gestos da mão esquerda, que indicavam o sentimento a ser transmitido pela música, o maestro Emiliano Patarra, 44, emocionou o público ao conduzir a Orquestra Jovem Municipal de Guarulhos (OJMG) no ritmo do rock.

O espetáculo aconteceu no último domingo (19), no Parque Linear Transguarulhense, em Guarulhos. Durante o festival ‘Rock em Concerto’, o grupo fez interpretações de clássicos do rock, como The Beatles, Rolling Stones, Led Zeppelin, entre outros.

“O maior estímulo que tenho com projetos como esse é que cada vez mais as pessoas entendem que a Orquestra é um benefício para a cidade e, com isso, passam a ter orgulho disso”, ressalta o maestro. E ele ainda complementa: “Além de poder transmitir o quanto é fundamental essa mistura de linguagens na música.”

Monik Freitas, 22, moradora de Guarulhos, é uma das 75 musicistas que compõem a orquestra. A jovem separa normalmente 4 horas do seu dia para se dedicar à música. Hoje, além de fazer parte da Orquestra Jovem de Guarulhos, também contempla a Orquestra Sinfônica da Escola Municipal de São Paulo.

A Musicista Monik Freitas e a sua viola (Crédito: Sidnei Barros/PMG)

Há um ano dentro desse grupo, o instrumento pelo qual ela dedica parte de seu dia é a viola, da família do violino, que possui um som mais encorpado, doce, menos estridente e mais grave. “Tocar esse tipo de música é gratificante, pois transmite uma emoção nas pessoas com a junção de tantos instrumentos”, diz Monik.

“Às vezes as pessoas possuem um certo preconceito com o rock, esses espetáculos quebram todas as barreiras impostas pela sociedade”, analisa a moradora Amanda Garcia, 31.

A Osquestra jovem apresenta rock em concerto (Crédito: Sidnei Barros/PMG)

Christopher Clark, cantor profissional que ficou conhecido por sua participação no programa X Factor Brasil, foi o convidado pela OJMG para interpretar as canções. Essa foi a sua 3a participação junto à Orquestra. “Esse projeto traz a qualidade musical, com a música clássica que é bastante apreciada há muitos anos, e o rock que é um estilo de música que mexe com as pessoas, que tem um ritmo emocionante, e carrega um embate emocional sendo político ou social, então a mistura que fizemos hoje é importante para enaltecer a qualidade da música”, comenta Christopher.

PRAÇA É DE GRAÇA
O Concerto faz parte do projeto Praça é de Graça, que tem o objetivo de ocupar praças públicas com diversas atividades socioeducativas ou de lazer, além de estimular apresentações dos artistas de rua nos espaços públicos da cidade.

Jéssica Souza é correspondente de Guarulhos.
jsouza.mural@gmail.com


Guarulhos em Rede

Guarulhos pode participar da Virada Cultural Paulista

Na semana passada o secretário-adjunto Adalmir Abreu e o diretor de Cultura, Tiago Ortaet, da Secretaria de Educação, Cultura, Esporte e Lazer (Secel), foram recebidos no gabinete do secretário estadual de Cultura de São Paulo, José Roberto Sadek, para trocar informações e sinalizar a possibilidade de Guarulhos participar na Virada Cultural Paulista, evento que reúne espetáculos de música, teatro, poesia, arte e gastronomia.

Essa participação, de acordo com informações da Secel, inicialmente seria como se Guarulhos fosse uma extensão da Virada Cultural Paulista, que será realizada nos dias 20 e 21 de maio, em grande parte no autódromo de Interlagos, conforme mudança realizada pelo prefeito de São Paulo, João Doria.

Com a possibilidade dessa extensão funcionar ainda este ano, artistas guarulhenses cadastrados no chamamento público que ocorreu em janeiro de 2017 poderão ser convidados para participar, de acordo com a sintonia do evento trago para a cidade. A seleção será feita por comissão paritária, organizada pela Secel, sendo metade governo e metade sociedade civil. “Os critérios serão sintonia e temática do trabalho que vá ao encontro das atividades que receberemos. Por exemplo, se hipoteticamente recebermos o show do Criolo, buscaríamos dentre os artistas cadastrados no nosso chamamento público, quem tem um trabalho vinculado ao Rap”, esclarece o diretor de Cultura, Tiago Ortaet.

Questionado se a comissão seria formada apenas para essa seleção, Ortaet diz que pensa em aproveitar a comissão já eleita para a organização dos Fóruns Setoriais e Conferência Municipal de Cultura. “Essa comissão já está em processo administrativo e em Diário Oficial”, afirma.

O encontro ainda contou com a participação da assessora do gabinete do Governo de Guarulhos, Josefa Leôncio, e do diretor executivo da APAA (Associação Paulista dos Amigos da Arte), Luíz Sobral, que reiterou a importância de organizações sociais atuarem junto ao governo do Estado há cerca de 10 anos. Sobral comemorou também o estabelecimento de uma parceria com a cidade de Guarulhos.

Na ocasião foram discutidas políticas públicas para o fortalecimento das relações em todos os âmbitos e a formação de mais parcerias e convênios. “A primeira Virada Cultural no nosso município vai mostrar nosso potencial cultural e a diversidade que a cidade possui” destacou Adalmir.

As opções dos espaços culturais que poderão receber as atrações da Virada em Guarulhos são: CEU Pimentas e Ponte Alta, Adamastor Centro e Bosque Maia. Vale lembrar, que o projeto ClamDestino, do CLAM (Circulo Livre de Amigos Músicos) de Guarulhos, participa da Virada Cultural Paulista desde 2009, levando bandas da cidade – como Carbônica, Luneta Vinil, João Perreka e os Alambiques, entre outras -, para participar do evento de forma clandestina, em manifestação a dificuldade de participar do evento de forma legal.


Feira de Artesanato ocupará área externa do Casarão da Sete de Setembro

A Secretaria de Educação, Cultura, Esporte e Lazer realizou na manhã desta quarta-feira, 22, ação de limpeza no antigo casarão da rua Sete de setembro com a rua Felício Marcondes, localizado no centro de Guarulhos.

A iniciativa, que envolveu a Secretaria de Desenvolvimento e Assistência Social, a Proguaru e a Guarda Civil Municipal (GCM), teve como objetivo preparar o local para receber no próximo dia 8 de abril,  a Feira Permanente de Artesanatos, ação da Secretaria do Trabalho, um dos primeiros passos para a ocupação popular do espaço enquanto ele aguarda o seu restauro. O espaço pertenceu à família do ex-prefeito de Guarulhos José Maurício de Oliveira, que governou a cidade  de 1919 a 1930 e de 1940 a 1945.

Para o secretário de Educação, Cultura, Esporte e Lazer (Secel), Alexandre Zeitune, as iniciativas de limpeza e ocupação do casarão sinalizam a força das parcerias entre a Prefeitura, a sociedade civil e a AAPAH – Associação Amigos do Patrimônio e Arquivo Histórico.

“Uma cidade boa de viver e que apresenta qualidade de vida para seu povo necessita da integração entre o poder público e a sociedade civil. A proposta é de ocupação do espaço ao lado do casarão, com uma iniciativa de economia solidária e geração de renda para as pessoas utilizarem o que é realmente delas. É um processo de resgate da cidadania, de busca de qualidade de vida, feito pelos próprios cidadãos e viabilizado por um governo que mobiliza a sociedade para ir ao encontro de seus anseios. Ninguém melhor do que nós mesmos para cuidarmos do que é nosso de verdade”, declarou Zeitune.

De acordo com o historiador Elmi Omar, a ocupação se faz necessária para garantir a preservação do patrimônio: “Se consideramos que o saber histórico só possível com conhecimento e trabalho mútuo, faz sentido que cada um de nós possa colaborar com o cuidado desse patrimônio”.

Eliana Panariello Paulenas, professora e administradora de uma página nas redes sociais de admiradores do Casarão da rua Sete de Setembro, chama atenção para riqueza de detalhes da edificação, construção que data do final da década de 1930. Sobre a importância do Casarão, ela observa: “Nele se concentra a história de Guarulhos, das pessoas que viveram no passado, vivem no presente e viverão no futuro, sem dúvida um marco importante para a cidade de Guarulhos”.


Agenda – 24 a 30 de março

AO AR LIVRE

Danças Circulares

26 de março

As danças circulares promovem encontros entre as gerações, consigo mesmo e com a comunidade, além do respeito amoroso ao planeta. Focalizadoras: Denize Castanho Nunes, Jane Botelho, Luís Fabiano, Maria Claudia e Vilma Carneiro. As danças circulares fazem parte de um movimento pela cultura de paz e foi criada pelo coreógrafo Bernard Wosien, que resgatou danças de diversos povos, tradicionais, regionais, folclóricas ou contemporâneas. Gratuito. Espaço Gilmar Lopes. Avenida Paulo Faccini, s/n°. Domingo, às 10h.

 

#CINEMA

Exibição do Doc. Solidão

25 de março

O Cineclube Incinerante e o Zine Gueto Metragem apresentam o filme Doc. Solidão, obra produzida pela Cia Bueiro Aberto e dirigida por Janaína Reis. Além da exibição do filme e do tradicional debate com os realizadores também ocorrerá o lançamento do Zine Gueto Metragem. Espaço Arranca. Rua Santa Catarina, 520 – Jd. Tranquilidade. Sábado, às 19h. Confira o teaser abaixo:

 

#TEATRO

O Rei que tinha orelhas de burro

25 de março

Voltada para o público infantil, a peça conta a história de um rei arrogante, que desprezava seus súditos. Um dia, uma bruxa indignada, resolveu lhe dar uma bela lição e foi assim que o rei passou a ter um par de orelhas de burro. Os ingressos estarão à venda na bilheteria do teatro, uma hora antes da apresentação. Ingressos R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia). Teatro Nelson Rodrigues. Rua dos Coqueiros, 74 – Vila Galvão. Sábado, às 16h.

#ARTES

Sarau da Casa dos Cordeis

 26 de março

O Sarau-literário da Casa dos Cordeis, comandado por Osvaldo Alves, é aberto aos artistas, poetas, cantores, teatrólogos, contadores de histórias, dançarinos, escritores e ao público em geral. Todos têm a oportunidade de mostrar seu talento. Se você escreveu uma poesia, texto ou música apresente. Com apoio da Secel (Secretaria de Educação, Cultura, Esporte e Lazer) e coordenação de Rogério Brito o sarau é realizado no último domingo do mês. Entrada franca. Espaço Gilmar Lopes. Bosque Maia. Avenida Paulo Faccini, s/n° – Centro. Domingo, às 11h.

 

#MÚSICA

Show da Viola Viva em homenagem a Tonico e Tinoco

26 de março

O grupo Viola Viva faz homenagem à dupla Coração do Brasil, Tonico e Tinoco para  celebrar os 100 anos do nascimento de Tonico, falecido em 2012. Com a produção de Potiguar Bloch, além da Banda Viola Viva e de Aurea Fontes, o show conta com algumas participações especiais, como Alma Caipira, Breno Rocha, Paulo Hilário, Lui e Juvenal, Alceu, Luiz Carlos e Toninho Sanfoneiro, Batista e Miguelito, Zé Rubens e Peão D’Oeste, Toni e Felipe, Cristal e João do Prado e Vera Bianca e Guaru. O evento ainda terá  a participação de Mario Cabral e a presença do filho de Tinoco, Zeka Perez. Entrada Gratuita. Teatro Nelson Rodrigues. Rua dos Coqueiros, 74, Vila Galvão – Guarulhos. Domingo, às 16h.

#TEATRO

João e Maria

26 de março

Imagine um paraíso onde casas são feitas de biscoitos, rios de chocolate e árvores de pirulitos. Um lugar mágico para qualquer criança, não acha?  Mas, às vezes, o lugar dos sonhos não é tão bom assim! Depois de se perderem na mata, os irmãos João e Maria, são capturados pela Bruxa da floresta. Viaje nessa grande aventura! A apresentação faz parte do Teatrices Shopping Bonsucesso, que traz apresentações teatrais voltadas para o público infantil. As atrações são gratuitas e acontecem sempre aos domingos, a cada 15 dias, em frente à Caixa Econômica. O evento é aberto para crianças de todas as idades. Avenida Juscelino Kubitschek de Oliveira, 5308 – Jardim Albertina. Domingo, às 16h.

#TEATRO

Ubu Rei – Cia Pimetardida

26 de março

O texto retrata a história de “Mãe e Pai Ubu”, na tentativa de usurpar o trono real, Mãe Ubu faz a cabeça de seu marido e o convence a matar o rei. Porém, após assumir o trono, Pai Ubu se torna um verdadeiro ditador, o que não é nada bom para os planos de sua esposa. Resta saber se a família real conseguirá recuperar o trono. Ingressos: R$ 10 (inteira) e R$ 5 (meia). Teatro Adamastor Centro. Avenida Monteiro Lobato, 734 – Macedo. Domingo, às 18h.,


 

Reticências… – 23/03

Pergunta no ar

E o quadro da renomada Tarsila do Amaral sobre o Padre Bento, continua trancado dentro do canil da GCM? Guti poderia colocá-lo de volta em seu Gabinete na Prefeitura, onde ficou por anos…


GuaruGuia

 

1º Encontro do Programa Orquestra no Bairro

imagem_evento


Folha do Ponto

 

Folha do Ponto 23-03-2017 CapaFolha do Ponto 23-03-2017 Página 2 e 3