Prefeitura de Guarulhos

Literalmente Isso

Parque JB Maciel, no Paço, é palco do espetáculo A Paixão de Cristo

Ensaios, confecção de figurinos, de objetos cênicos e de cenários. Para repetir o tão esperado sucesso do espetáculo A Paixão de Cristo, a produção do evento já está a todo vapor: são mais de 80 pessoas, dentre as quais atores, técnicos e pessoas das comunidades cristãs envolvidas nesse projeto.

Nesta sexta-feira, 14, e no sábado, 15, às 19h, elenco composto por 40 atores e mais de 150 figurantes presenteiam os munícipes com essa que é considerada uma das narrativas bíblicas mais tocantes da história cristã.

Esse ano, a encenação de A Paixão de Cristo guarda uma grande surpresa. O Parque JB Maciel, no Paço Municipal, volta a ser palco desta grande superprodução, que conta com o apoio da Prefeitura de Guarulhos e traz para a cidade essa emocionante apresentação teatral.

De acordo com o ator, diretor e roteirista Marks Oliveira, seis salmos foram especialmente musicalizados para o espetáculo. “No Parque JB Maciel, a produção encontrou cenário natural e apropriado para a encenação, com árvores que se tornaram grandiosas com o passar dos anos”, destaca Marks.

O espetáculo acontece na cidade desde 2007 e costuma trazer multidões para os locais onde acontecem; só no ano passado, cerca de 5 mil pessoas. Como nas edições anteriores, o espetáculo prioriza a incursão de diferentes linguagens, como a música, as artes cênicas e visuais, entre outras.

Serviço:

A Paixão de Cristo

Local: Parque JB MacielPaço Municipal (Avenida Tiradentes s/n – Jardim Bom Clima)

Quando: 14 e 15 de abril, às 19h.

O evento é gratuito.


 

Guarulhos Hoje

Guarulhos Hoje 10-04-2017 Página 2.jpg

 

“1ª Caminhada Down de Guarulhos” acontece neste domingo

Terá início às 8 horas deste domingo (9), na tenda multiuso do Bosque Maia, a “1ª. Caminhada Down de Guarulhos”.

 

 


Guarulhos em Rede

 

Guarulhos ganha centro multiprofissional para pessoa com deficiência

abr 7, 2017

 Começou a funcionar em Guarulhos  o primeiro serviço especializado de atendimento à pessoa com deficiência. O Campd – Centro de Atendimento Multiprofissional à Pessoa com Deficiência, foi inaugurado nesta sexta-feira, 7,  na Vila Camargos, como parte da programação do Dia Mundial da Saúde. A solenidade contou com as presenças do prefeito Guti,  do vice-prefeito Alexandre Zeitune e de várias autoridades, entre elas o secretário de Saúde Roberto Lago e sua adjunta, Graciane Dias Figueiredo Mechenas.
Campd -guarulhos (1)
Guti falou sobre os investimentos na área

O Campd atenderá pessoas com deficiência que já foram reabilitadas, mas necessitam de suporte e intervenções com equipe multidisciplinar. Para o secretário Roberto Lago, o Centro de Atendimento Multiprofissional à Pessoa com Deficiência vai tirar as pessoas dos hospitais e devolvê-las à sociedade.

O novo serviço contará com médico clinico geral, ortopedista, psiquiatra, ginecologista, psicólogo, assistente social, educador físico, fisioterapeuta e profissionais administrativos.

Campd -guarulhos (2)Roberto Lago também falou sobre novidades na área

O encaminhamento para o Campd será efetuado pelas Unidades Básicas de Saúde (UBS) e centros especializados. “Visitei essa unidade em dezembro passado e tínhamos aqui o Centro de Estimulação Precoce, que funcionava sem alinhamento com a política ministerial”, lembrou Lago.

O Campd funcionará na Viela Porto Belo, 28 – Vila Camargos, de segunda a sexta-feira, das 7 às 19 horas.

Guarulhos também tem Centro de Reabilitação

Durante a solenidade de inauguração do Campd, o secretário de Saúde explicou também que o Centro Especializado em Reabilitação (CER II) aprovado desde 2012,  já está habilitado pelo Ministério da Saúde.

Campd -guarulhos (3)A inauguração contou com várias autoridades da cidade

O CER II deverá funcionar no antigo prédio do Centro de Atendimento à Pessoa com Deficiência para atender os pacientes com deficiência que necessitam de reabilitação. “Quero agradecer a todos os profissionais de saúde que nos ajudaram a chegar a esse momento. Nós habilitamos um CER II e já estamos recebendo R$ 140 mil a mais por mês do Ministério. Com isso conseguimos credenciar um CER IV e vamos receber R$ 5 milhões para sua construção”, destacou o prefeito Guti.

Campd -guarulhos (4)O Campd funcionará na Viela Porto Belo, 28 – Vila Camargos

O vice-prefeito Alexandre Zeitune também fez questão de fazer uma saudação especial aos profissionais de saúde. “Não poderia deixar de saudar nossa heróica equipe da Saúde que, com inteligência, perseverança, perspicácia e muita vontade vem construindo um modelo sistêmico, que vai nos dar muito orgulho”, disse.


Guarulhos Hoje

Exposição Terra Sagrada mostra arte e cultura indígena

Até o dia 1º de maio, o Adamastor Centro recebe a exposição Terra Sagrada – Preservação da Cultura. O evento é  produzido pela Associação Arte Indígena de Guarulhos, que tem o objetivo de  resgatar a história e a tradição, fortalecendo e preservando a cultura indígena no município.

A iniciativa reverencia as diversas etnias que habitam a cidade de Guarulhos, dentre os quais os Pankararé, Pankararú, Tupi, Pataxó, Xucurú, Wassu Cocal, Xavante, Guajajara, Tupinmbá, Fulni-Ô, Geripankó, Terena, Guarani, Kaingang, Kariri-Xocó e Krenak.

No dia 19 de abril, às 19h, o evento agrega ainda encontro com todas essas etnias, com comidas típicas e apresentações culturais.

De acordo com AwaKuayWera, Presidente da Associação Arte Nativa de Guarulhos, a exposição também leva à sociedade um pouco do conhecimento e do respeito à Mãe Terra.

Tradição há dez anos na cidade

Para quem não conhece a cultura indígena na cidade, a exposição ocorre há 10 anos, sempre com o objetivo de mostrar a importância da preservação, os costumes e a característica das diversas etnias que vivem na cidade. Segundo um dos responsáveis pela exposição, Awakuaray, 45, nessa trajetória, muitos guarulhenses conheceram a importância da cultura indígena.

“São 14 etnias espalhadas pela cidade, em áreas como Soberana, Jardim Lenize e Cocaia”, revelou Awakuaray, destacando também a maior etnia da cidade, conhecida como Xucurú, é composta por 120 famílias.

Nome Guaru é uma referência do termo Tupi

O nome da cidade, fundada em 8 de dezembro de 1560, é uma referência ao termo Guaru, que significa índio barrigudo ou peixe barrigudo. Entre as tribos que habitavam a cidade durante a época da fundação estão os “maromomi”, que foram apelidados pela etnia Tupi de guaru, por serem barrigudos e pequenos.

Os maromomis falavam uma língua difícil de pronunciar, além de hábitos coletores, com consumir o que a natureza oferecia, de maneira sustentável. O grupo era pacifico, e sempre se realocava em outras áreas, com objetivo de evitar confrontos, onde chegaram a se concentrar nas margens do rio Tietê.

Serviço

Exposição Terra Sagrada – Preservação da Cultura

Data: 01/04 à 01/05

Diariamente, das 9h às 22h

Entrada Franca

Local: Salão Expositivo Adamastor

Av. Monteiro Lobato, 734 – Macedo – Guarulhos

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s